Recomendação Especial : Capitães de Areia

Hoje, como muitos sabem (e pros que não sabem, ficam sabendo desde já) é o post especial de último dia do mês, em que um de nós mangatheiros (?) fala sobre uma obra não otaku. Com o agora real início de ano (pós carnaval) achei pertinente fazer uma postagem sobre um livro que normalmente muitas escolas pedem nas listas de paradidáticas: Capitães da Areia.

Confesso que, quando minha professora surgiu com esse nome, achei que o livro seria um verdadeiro porre. O inicio do livro é de fato um pouco entediante, demorei alguns dias pra engatar na leitura, mas quando engatei, não parei mais. A realidade transmitida pelo renomado autor Jorge Amado é impressionante. Eu realmente conseguia imaginar todos os cantos, personagens e recantos narrados no livro. E, apesar de ser um livro bastante antigo, trata de temas bastante atuais como a situação das crianças abandonadas, desigualdade social, preconceito social/racial e, pasmem, até partes de estupro. Claro que há alguns termos linguísticos e temas de época, como a epidemia de varíola, mas nada que complique muito a leitura, só a torna mais interessante.

Eu fiz essa pequena recomendação pra alertar quem por ventura tiver de ler este livro pra escola ou simplesmente quiser uma boa leitura. Capitães da Areia, literatura nacional genuína, com desfechos impressionantes e personagens muito cativantes.

Anúncios

Publicado em fevereiro 29, 2012, em Recomendação Especial, Uncategorized e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Yeah, Capitães da Areia é um excelente livro, que desde o ano passado voltou à lista de livros para leitura da Unicamp e Fuvest. A literatura nacional tem boas obras, é uma pena que muita gente fica com preconceito de que “livro de escola é chato”.

    Queria ver o filme, embora tenha me decepcionado um pouco com algumas alterações que vi no trailer. Como Pedro e Dora serem morenos, quando o livro define eles serem loiros como característica marcante dos personagens.

  2. Danilo Apple's

    Esse preconceito com os livros de escola é comum por culpa da maioria de livros idiotas que os professores de português e literatura mandam, principalmente no Ensino Fundamental. Acho que eles podiam realmente mandar livros, não releituras com historinhas toscas ou livrinhos de aventuras adolescentes mal escritas de 50 páginas. Claro, o preconceito é dos alunos, mas a maioria dos professores não parece estar muito interessada em reverter essa situação. (Isso aconteceu pelo menos nas duas escolas em que eu estudei durante o ensino fundamental…)

    Quanto ao filme, eu não vi também, até me interessei quando ouvi falar dessa adaptação pro cinema, mas quando li isso do Pedro e da Dora, e algumas outras mudanças, perdi um pouco desse interesse. Já não vejo muitos filmes, quando me interesso por um eles avacalham, aí fica difícil…

  1. Pingback: Review: The Music of Marie «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: