Review: Solanin

Inio Asano foi um mangaká que me impressionou muito, recentemente. Mesmo só tendo lido duas obras dele (Essa que será comentada e a masterpiece Oyasumi Punpun), o pouco que tive contato com o trabalho dele me agradou imensamente. Das obras dele, Solanin, a obra da qual o post se trata, é a mais conhecida aqui no ocidente, inclusive o mangá tendo sido lançado pela LP&M aqui no Brasil ano passado. O mangá, que tem dois volumes, foi publicado durante 2005 e 2006 pela extinta revista Weekly Young Sunday, foi muito bem recebido, ganhando desde prêmios importantes, como o Eisner Award de 2009, quanto ganhando excelentes críticas de todos que leram.

Meiko e Taneda são dois namorados que se mudaram para um apartamento pequeno em Tokyo, e estão morando juntos, dois anos após eles terem concluído a faculdade. Ambos tem empregos comuns e bastante desagradáveis para eles. Percebendo como eles estavam longe do que tinham imaginado quanto à seus objetivos e desejo de liberdade, eles decidem mudar de rumo com suas vidas. Na faculdade, Taneda tinha uma banda com os seus amigos, e eles passam a tentar levá-la pra frente, pra tentar mudar o rumo de suas vidas. Mas claro que isso não vai ser fácil e eles vão ter que passar por muita coisa. E será que eles vão realmente conseguir?

Solanin me impressionou bastante quando eu peguei a obra pra ler (E acho que teria impressionado ainda mais se eu tivesse lido antes de Oyasumi Punpun), mesmo eu já tendo sido bastante “hypado” para essa obra. Ela trata de temas bem profundos, como o quão diferente é a vida adulta do que costumamos idealizar, de se devemos desistir dos sonhos que temos quando jovens ou não, ou mostrar como superar algum problema  e que nunca vai ser nada tão fácil.

Uma coisa que me incomoda às vezes em obras de ficção é como algumas retratam o mundo muito negativamente. Como se tudo fosse ser horrível pra sempre, a humanidade é uma droga…. não é exatamente assim que as coisas são. Solanin consegue equilibrar muito bem um lado otimista e um lado pessimista. A vida é dura, não vai ser fácil de resolver seus problemas, merda VAI acontecer…. mas você PODE resolver isso, você tem como melhorar sua situação.

Capas da edição brasileira

Para passar isso, a série precisa de bons personagens, e Solanin tem ótimos. Meiko e Taneda são um casal bem carismático, e a relação deles consegue te deixar um pouco feliz pelos personagens. Acredito que qualquer um na faixa etária deles irá se identificar bastante com eles e simpatizar com suas dificuldades. Talvez mesmo se você não for da faixa etária deles. Os outros personagens e seuis problemas também são aprofundados durante o decorrer do mangá.

Para a história conseguir comover seu leitor com os temas que trata, ela precisa de qualidade narrativa. E Solanin tem muita. O autor consegue transmitir a emoção que quer para o leitor de forma excepcional. A história é tecnicamente muito bem contada, o enredo é muito bem construído e planejado, com direito a um plot twist gigante que muda totalmente o rumo da história. Várias coisas ficam deixadas subentendidas, nas entrelinhas, e te fazem pensar sobre a obra e sobre os acontecimentos dela ou o que ele quis dizer com aquela cena….

A história também não falha em emocionar o leitor, com desenhos e diálogos que combinados, formam cenas muito marcantes, que podem até arrancar lágrimas. A série alterna momentos mais leves, que realça a amizade entre o grupo e a relação da Meiko e do Taneda, que fazem as partes mais dramáticas e sombrias parecerem bem pior em contraste.

Página épica

Para a criação dessas cenas macantes, a arte é fundamental. Asano tem um traço lindo e realista (não tanto no character design, mas especialmente nos cenários, que são belíssimos), que consegue te deixar imerso na história desse mangá.

Não consigo ver muitos defeitos na obra, e o único motivo de eu não ter dado 10 para ela foi simplesmente que ela falhou em me causar um impacto tão grande quanto algumas outras obras… apesar de eu ter adorado, ela não me prendeu taaaanto assim. Mas de qualquer forma, é um excelente mangá. Uma obra curta, profunda e de alta qualidade, que você pode ler de uma vez só.

Mesmo tendo lido pouco dele, já posso dizer que Inio Asano é um mestre em mangás slice-of-life, e esse mangá é uma boa prova disso. Aliás, a edição da LP&M ficou muito boa, recomendo procurar pra comprar.

Anúncios

Publicado em abril 17, 2012, em reviews e marcado como , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: