Série Temática do Mangathering #4 – Mangás de Horror – [3/4 – Luki – Doll Star]

Eu também sei ser underground, viu?

Doll Star é um mangá de 2 volumes publicado em 2008 publicado na revista Magazine Z, que é a casa dos mangás… … …, enfim, é uma revista de mangás seinen. A obra foi escrita por Satomi Ran e desenhada por Maki Ebishi, que também não fizeram nada de muito importante. A história do mangá é a seguinte:

Fukudou Saho é uma aluna nova em sua escola, e uma das suas colegas de classe, Yugi Nonoha é uma garota que parece ser totalmente insana. Passa todas as aulas dormindo ou fora delas, parece ter uma paixão extrema por bichinhos de pelúcia, e fala e faz coisas totalmente assustadoras, o que leva os alunos a cometerem bullying (E até pesado) com a garota. Saho simpatiza com ela, e tenta fazer amizade com Nonoha. Bem, não que ela esteja muito interessada.

Já em casa, Fukudou e sua família recebem uma visita bem desagradável; É seu pai, que estava fora da casa por causa de queixas contra violência doméstica e abuso infantil. E enquanto sua mãe é espancada pelo marido furioso, ela fica desesperada em medo. Mas Nonoha aparece para salvá-la, e consegue impedir o problema com sua habilidade: Ela pode fazer as pessoas reviverem os piores momentos/pensamentos/situações que elas já tiveram.

E assim o enredo se desenvolve, basicamente mostrando a relação entre as duas, e alguns casos em que sua habilidade é necessária em pessoas deturpadas em algum sentido.

Depois o plot também vai avançando, como é comum, deixando os casos episódicos. Tem partes da história que são muito bem feitas, mas elas acabam sendo poucas e esparsas. Alguns rumos não me agradaram tanto, e me deram a sensação que podia ter sido feito algo melhor dali… Dos dois plottwists, um é bem interessante, e encaixa muito bem com os elementos da história, realmente ficou algo legal. Porém, o outro (apesar de ser o que dá origem ao que elogiei) acabou me parecendo forçado. O final, porém, consegue concluir muito bem o enredo.

O traço é muito bonito em todas suas partes coloridas (não muitas), mas acaba sendo só normal nas páginas “padrões”. Uma coisa que salta aos olhos é que o traço praticamente não tem retículas, tudo é preto e branco. Mas isso acaba sendo indiferente, não é algo que piore o traço ou deixe ele mais bonito. Não é algo de grande destaque… (com exceção de um momento)

A narrativa é meio irregular, em alguns momentos consegue transmitir muito bem os momentos mais sombrios, e causar uma sensação mais angustiante, digamos. O problema é que em outros, ela acaba tentando ser muito dramática, e o resultado é quase tosco, sinceramente. Outro problema é que em momentos mais leves da história, que podem ser utilizados pra dar um alívio na tensão e causar um contraste com as cenas mais tensas, acabam falhando em quase todo aspecto, e são apenas…. tediosos.

Os personagens que aparecem durante a obra tem, de forma geral, personalidades e dilemas bem interessantes, que seguram um pouco a história. As protagonistas também são interessantes, mas a Yugi, enquanto segue um esquema de personagem fora dos padrões da sociedade, acaba não conseguindo ser TÃO interessante como deveria.

A história  faz algumas reflexões sobre uns temas abordados, filosófica e psicologicamente. Enquanto são questionamentos interessantes e válidos, alguns acabam não sendo muito aprofundados e terminam sendo só simplórios. Outros já são mais explorados, mas não tão bem quanto poderiam.Não que seja um defeito, mas não acaba sendo algo ao ponto de valer a leitura.

Eu não sei se recomendo esse mangá ou não. Ele tem pontos e momentos muito interessantes, mas tem fatores negativos na mesma medida. Enfim, leia e tire sua conclusão, as qualidades do mangá podem fazer os pontos positivos serem abstraídos por você. Para mim, foi aproveitável.

Anúncios

Publicado em maio 18, 2012, em Série Temática e marcado como , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: