#Mangathering1ano TOP 5 – Mangás Shounen

top5

Ok, eu estou plagiando o Daisuke, mas tudo bem…. né? NÉ?!

Então, se nós temos algum leitor fixo (tenho minhas dúvidas), ele deve ter percebido que eu (Luki) tenho estado meio ausente do blog esses dias (ou meses). Foram meses complicados, provas, etc, mas o que importa é que aqui estou, para um novo post. E que hora melhor pra voltar do que a comemoração de um ano do blog?! Eu sinceramente não imaginava que ainda estaríamos aqui, firmes e fortes. Mas bem, estamos.

E bom, eu queria fazer algo ligeiramente diferente para esse post, não só mais uma review… E a solução que eu cheguei foi fazer algo diferente do padrão do blog, mas repetido (?)! O Daisuke, um pouco mais cedo esse ano, fez seu top5 de mangás shonens, e assim sendo, eu decidi fazer o meu. Eu gosto de fazer TOP5s, são fáceis de escrever   pois assim eu ganho a chance de comentar mais de uma obra ao mesmo tempo, e não anulando a possibilidade de uma review futura.

Então, sem mais delongas, vamos ao top! Cliquem em continuar lendo para descobrir meus 5 mangás shonens favoritos (embora seja meio óbvio)

(PS: Em tops, eu não costumo comentar os defeitos da obra, visto que meu objetivo é mostrar porque ela está em minhas favoritas, não analisá-la a fundo)

QUINTO LUGAR –  GTO (Great Teacher Onizuka)

t1

GTO é um mangá bem marcante pra mim. Eu comecei pelo anime, que foi um dos primeiros que vi, e algum tempo depois de ter terminado, decidi ler o mangá. E… eu, que já tinha adorado o anime, fiquei impressionado, pois o mangá ainda consegue ser muito superior.

A história da problemática turma 3-4 do colégio Holy Forest consegue te cativar de forma impressionante. Durante o mangá, vemos Onizuka  conquistar, de pouco em pouco, os estudantes, e os ajudando em seus diversos dramas pessoais, que resultam em cenas muito boas, e cada vez melhores conforme nos aproximamos do clímax e descobrimos cada vez mais sobre a turma e o que fez ela estar na situação atual. O que ilustra bem o carisma desse mangá é como ver um página com todos os alunos e o Onizuka já me deixa meio, não sei, nostálgico, lembrando da leitura.

A história consegue nos fazer importar com todos os alunos, e retratar as relações entre eles e com nosso querido professor Onizuka de forma que, cada vez mais, nos deixa imersos naquele universo. Com cenas fantásticas em praticamente todo capítulo, o mangá consegue nos emocionar, empolgar e rir na dose certa.

E é claro que outro motivo do mangá ser tão bom é o Onizuka. Suas lições de vida, seus momentos épicos, suas ações engraçadas… tudo faz ele ser um grande personagem.

É um daqueles personagens que levam o mangá nas costas com sua awesomeness, o foco é nele, o destaque é ele, como vemos em obras como One Outs e seu protagonista Tokuchi Toua, ou até mesmo Giant Killing e Tatsumi Takeshi. A diferença crucial é quem em GTO, temos um elenco de personagens tão bom quanto seu protagonista.

E por isso e por muito mais, é um mangá excepcional. Queria muito que viesse pro Brasil.

QUARTO LUGAR – Hikaru no Go

t2

Muitos dos motivos que me fazem adorar esse mangá foram ditos pelo Daisuke em sua review do mangá, ou até mesmo no próprio top5 dele, porém, não custa nada ler mais um pouco sobre essa obra.

Eu comecei a comprar Hikaru no Go quando o primeiro volume saiu no Brasil, lá pro começo de 2010. E desde então, foi uma jornada emocionante, mês a mês (menos quando a JBC decidia paralisar o mangá por alguns meses…..), acompanhando e passando a gostar cada vez mais da história.

A maior qualidade de Hikaru no Go, exaltada por todos, é o desenvolvimento dos personagens na obra, feito lentamente, e com uma qualidade absurda. Ver o Hikaru pirralho e irritante do volume 1 e comparar com o Hikaru do final do mangá é impressionante  e isso é feito de tal forma que isso não nos causa o contraste tão grande durante o mangá, graças ao desenvolvimento acontecendo aos poucos.

Isso também pode ser visto na arte, que amadurece e melhora muito durante o decorrer da obra, a ponto de causar o mesmo contraste quando lemos um volume anterior. O final de Hikaru é o ápice da arte do Obata, na minha opinião.

Outra grande destaque é como a história, sendo um mangá de esportes, consegue nos deixar vidrados nas partidas, mesmo que não consigamos entender o que está acontecendo nela (graças a complexidade que é uma partida de go), somente com demostrações do estado psicológico dos personagens.

Personagens aliás, que são muito bons. Embora muitos tenham que ser deixados de lado, para o avanço de nosso protagonista no mundo do Go, a série continua os repondo com outros personagens de igual qualidade. Uma prova disso é que o volume 18, logo após o volume que dava o pontapé inicial para a fase final do mangá, é feito só de side-stories de alguns dos personagens que perderam espaço. E eu não me incomodei nem um pouco com essa pausa no enredo.

Quase perfeito do início ao fim, Hikaru no Go não deixou de prender minha atenção durante esses mais de dois anos em que fiquei comprando a obra. Tenho orgulho de ter a obra completa aqui. Até o final, que costuma ser criticado, eu considero muito bom.

TERCEIRO LUGAR – Fullmetal Alchemist

t3

Fullmetal foi um mangá que eu comecei a ler quando soube da notícia do término… queria fazer parte do hype de espera do último capítulo. Então eu tive um mês pra ler os 27 volumes dessa fantástica obra.

O roteiro de Fullmetal é muito bem trabalhado, a ponto de quando você ler o último capítulo e repensar a obra, se impressionar em como tudo conseguiu se encaixar perfeitamente. Toda ação é bem justificada, o universo do mangá é bem utilizado, de forma que acontecimentos como a guerra que aconteceu antes do ponto de início da história é necessária para a compreensão da mesma, e todos os personagens tem sua importância para o enredo.

O mangá consegue ser eficaz em todas as suas frentes, o drama é bem executado, as cenas de ação são boas, a parte de aventura mostrando a viagem dos irmãos Elric, os mistérios que o mangá cria são instigantes… tudo no mangá é bem feito.

Tratando de temas bem interessantes, é uma história incrivelmente bem montada, e que merece ser lido. Acho que a única coisa que faltou foi ser mais cativante (para mim) em algumas partes para que ele estivesse ainda mais acima nesse ranking.

SEGUNDO LUGAR – Sket Dance

t4

Agora eu vou repetir o que eu mesmo falei na minha review do mangá. Vamos lá.

Eu adoro Sket Dance. Carisma é um dos fatores principais pra um mangá, principalmente shonen, entrar nos meus favoritos, e Sket tem isso de sobra. É uma leitura agradabilíssima, com um dos melhores grupos de protagonistas que eu já vi em qualquer mangá.

O mangá consegue ser muito bom em diversos fatores. Mesmo sendo um mangá de comédia na maior parte do tempo, seus arcos dramáticos são de uma qualidade impressionante, conseguindo deixar os olhos marejados. Além de servirem para desenvolver bem nossos protagonistas, e mostrar as razões para a criação do clube que é a motivação da série existir. Os temas de amizade da série são trabalhados de uma forma não forçada, assim como o fator escolar da obra. O mote de ajudar as pessoas da série é bem utilizado pra criar bons momentos, com boas lições. A série e seus protagonistas conseguem ser até inspiradoras, em certos momentos.

A obra é absurdamente criativa quanto as situações que cria, ou quanto aos personagens que apresenta, e consegue fazer o leitor rir de diferentes formas. E mesmo quando os capítulos não são tão engraçados, o simples fato do universo que o autor criou ser tão cativante e com personagens tão carismáticos que a simples interação deles faz o capítulo valer a pena. É uma leitura agradável em praticamente todo momento.

Eu lembro de quando o mangá sofria com a ameaça de ser cancelado, e ter visto a série crescer em popularidade com meus próprios olhos foi outro fator que ajudou no meu carinho por ela. De ficar nervoso com o risco de cancelamento dela até ficar feliz com ela estando entre uma das séries mais vendidas do ano, foi um grande avanço.

De qualquer forma, é o, sem plural, mangá mais carismático que eu já li. Embora não seja perfeito narrativamente, sua capacidade de fazer o leitor se emocionar, rir, ou qualquer outra sensação, faz ele ser meu segundo shonen favorito. É um mangá leve (de novo, na maior parte do tempo), mas que faz você se sentir bem quando lê. Eu sou muito fanboy dessa obra, quase tanto quanto de…

PRIMEIRO LUGAR – One Piece

t5

Então…

Quem me conhece sabe como eu adoro One Piece. Eu acompanho a série semanalmente já fazem mais de dois anos, e isso virou já um hábito, de toda quarta-feira ligar o computador e ler o capítulo novo.

Não importa a qualidade em que a obra está no momento, seja legal ou épica, a série sempre é a obra que mais me deixa empolgado com os futuros acontecimentos, me fazendo criar teorias, etc. Mas ok, porque eu gosto tanto de One Piece?

Primeiro, o universo da obra e o clima de aventura dela. Eiichiro Oda (o criador, mas quem não sabe disso) criou algo tão grandioso que dá a ele diversas opções de como trabalhar o enredo, e até o momento, ele tem conseguido trabalhar bem esse universo complexo que criou. E é bom notar que ele vai modificando detalhes desse mundo conforme a jornada dos Mugiwaras acontece, as coisas não continuam iguais, acontecem coisas fora do ponto de vista dos protagonistas. E quanto ao ponto de vista deles, a capacidade do Oda de criar os cenários de seus arcos (tanto visualmente quanto no sentido de contextualizar a história) é surpreendente. As cidades, vilas e ilhas que ele cria são todas únicas, cada uma com sua própria história e funcionamento, o que é bem interessante de se ler. Esse clima de aventura e liberdade propagado pelo mangá funciona, e é bem ilustrado, e de novo, te dá uma sensação boa lendo.

Além disso, a série consegue construir momentos realmente épicos, e nesses momentos, o mangaka consegue criar cenas fantásticas, com uma narrativa de altíssima qualidade. Talvez exagerem quando chamem Oda de gênio, mas ele chega perto desse nível em diversas situações.

Como eu já mencionei no começo do post, eu não vou perder tempo falando dos defeitos da obra. Ela possui alguns, claro. Mas a questão é que ela tem um número de qualidades o suficiente para que seus defeitos possam ser ignorados.

Empolgante, emocionante, épico, é um dos meus mangás favoritos, meu battle shonen favorito, e bem, o mangá shonen do qual eu mais gosto.

POSIÇÃO 0 – Major

t6

Bem, a posição zero é para obras que eu gostaria de mencionar, mas não se encaixam perfeitamente no tema do top. Então, como eu nunca li o mangá de Major (não tem traduzido, nem em inglês), não pude colocá-lo no top5.

Mas o anime de Major é uma das melhores obras que eu já vi. Mesmo que eu já estivesse um pouco cansado de animes quando a comecei, eu não consegui parar de ver, o enredo me prendeu de uma forma absurda. O rítmo é muito agradável, é fácil ver vários e vários episódios sem parar.

A história, que segue a vida de Goro Honda, o protagonista, desde sua infância aprendendo a praticar o esporte até sua vida adulta como jogador profissional de baseball, é cativante e bem trabalhada, mostrando de uma forma muito boa todas as fases de sua vida, e as pessoas que conheceu durante ela. A série consegue ter partidas realmente empolgantes, que fazem você não querer parar de ver. As partes dramáticas e slice of life da obra também são boas, e ajudam a dar uma boa sensação de imersão na obra.

O Goro é um protagonista muito bom, a forma como ele age frente aos desafios que passa, a personalidade dele… ele é um personagem bem marcante, e até motivador. Assim como vários dos personagens que ele encontra durante a série (só alguns sendo mantidos até o final) são carismáticos e importantes em determinado momento.

É uma amostra realista (até certo ponto) e emocionante da vida de um esportista profissional, e com momentos simplesmente fantásticos. Uma excelente obra, sem dúvida.

_______________

Bem, foi isso. O que vocês acharam? Concordam, discordam? (eu sei que discordam) Comentem!

Anúncios

Publicado em dezembro 18, 2012, em Top's e marcado como , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Baita top. Não li Sket Dance nem Major, mas dos outros 4, 3 estariam no meu top (em ordens diferentes, mas tudo bem). E Hikaru no Go, o que eu não colocaria, mesmo assim cabe muito bem em qualquer top.

    • Obrigado! \o

      Bem, fica aqui a recomendação, pelo menos. Eu acho que são excelentes obras (como você deve ter percebido, né).

      Bom, todas essas obras tem meio que uma história especial comigo, o que as ajuda a entrar na lista, XD

      Bem, mesmo que você discorde quanto a entrar no top, pelo menos você gosta de Hikaru (né?), já é bom.

      Como ficaria seu top, por curiosidade?

      PS: Dei uma lida no seu blog agora e curti, parabéns(?)!

      • Ficaria algo na linha GTO, FMA, Jojo, Medaka Box e One Piece. Beck e Akumetsu poderiam entrar também, mas não vêm tão fácil na minha cabeça quando penso em shonen. Alguma coisa assim.

        E eu ADORO Hikaru no Go. Na verdade, quero reler ele já faz um tempo, acho que não apreciei tanto quanto podia na primeira vez. É um baita mangá, só não entra no meu top porque gosto mais de outros.

        E muito obrigado, haha. Já tinha visitado o mangathering algumas vezes, gosto bastante, mas acabei não virando leitor assíduo. Depois da saraivada de posts de hoje, tenho muita coisa pra ler por aqui. Ótimo blog, continuem o trabalho.

      • Ah, eu ainda não li nenhuma dessas que você comentou (tirando as que coloquei no meu top), mas ouço muitos comentários positivos, e me interesso por elas (Principalmente Beck)

        É, pois é, me sinto um pouco assim com HikaGo também, afinal, eu passei mais de dois anos lendo, minha visão da parte inicial pode ter mudado um pouco.

        Não foi nada, XD. Realmente não conhecia, cliquei por causa do seu comentário e gostei bastante dos posts que li.

        Bem, tome seu tempo e aproveite os posts, :D, agora sou eu que agradeço!

  2. Gostei bastante,One Piece também é minha Obra shounen Favorita,Fullmetal alchemist também gostei bastante,legal o Post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: