Arquivos do Blog

Corrente de Reviews: Arakawa Under the Bridge

1
E a Corrente de Reviews volta ao Mangathering! Em 2012, o Luki escreveu sobre [C] – The Money of Soul and Possibility Control, lembram? Para quem não sabe, a Corrente de Reviews, organizada pelo Anikenkai, é um grande evento da blogosfera otaku em que cada blog recebe uma indicação de um anime/mangá de outro site, faz um post sobre a obra e, enfim, recomenda uma obra a outro blog. O blog Um Anime Por Dia me indicou o anime Arakawa Under the Bridge.

Leia o resto deste post

Recomendação da Semana: Higurashi no Naku Koro ni

prank

Olá, queridos leitores! Schin aqui, fazendo nossa recomendação semanal a vocês.

Quem leu meus outros posts deve saber que eu gosto bastante de um terror mais psicológico, perturbador. Minha recomendação de hoje cai nessa categoria. Mas, dessa vez, não é de mangá que eu vou falar.

  Leia o resto deste post

Primeiras impressões: Sukitte Ii na yo + Anúncio no final do post

Eu estou fazendo alguns textos de primeiras impressões agora, nesse final de mês, não por ter planejado matar dois ou três episódios de uma vez, mas sim por pura preguiça de assistir, por melhor que alguns aparentem ser. Mas, finalmente, levantei-me da cadeira para agir! Sentei de novo e parti para os animes da temporada de Outubro! Leia o resto deste post

Review: Summer Wars

Quando terminei de assistir a esse filme, me senti obrigado a escrever esta review para que vocês, leitores, saibam o que é essa maravilha da animação japonesa; o que é Summer Wars. Este filme é de 2009, e é dirigido por Mamoru Hosoda (Digimon Adventure: Bokura no War Game, Toki wo Kakeru Shoujo).

Algumas pessoas que me conhecem um pouco sabem que eu sou um grande admirador da franquia Digimon. E Mamoru Hosoda, a mente genial por trás de Summer Wars, é também o homem que fez o masterpiece conhecido como Digimon Adventure: Bokura no War Game. E além disso, o cara trouxe diversos elementos desse outro trabalho para o seu tão merecidamente conceituado Summer Wars. Ele não é bobo, não.

Leia o resto deste post

Review: Hikaru no Go

“PASSEI A PERNA NO LUCAS! GANHEEEEEEEEEEEEEEI!” do Mangathering, Daisuke.

Desculpa Luki, mas Hikaru no Go é meu! Eu venci, e cá estou para trazer um texto sobre um dos melhores mangás já feitos.

Hikaru no Go é um mangá com roteiro de Yumi Hotta e arte de Takeshi Obata (Death Note, Bakuman, entre outros) que foi publicado na Shonen Jump entre 1998 e 2003, e ganhou uma adaptação para anime em 75 episódios (mais um OVA) pelo Studio Pierrot.

Muitas pessoas tendem a ter um certo “preconceito” com esse mangá por causa de sua temática: o Go, antigo jogo de tabuleiro asiático. Quem deixa de apreciar uma obra dessas por um motivo tão tolo não sabe o que está perdendo. Coitados.

Leia o resto deste post

Série temática do Mangathering #6 – Animes e Mangás sobre música [1/4 – Danilo – Apresentação do tema]

Sexta-feira, meus caros leitores. Não preciso dizer o que tem sexta-feira, não é? Pois então, antes de explicar a Série Temática desse mês, gostaria de esclarecer a ausência de um texto de minha autoria no mês de Junho. Como vocês bem devem saber, eu escrevo todos os meus textos a mão e na véspera da postagem. Pois então, meu peixe beta comeu meu texto, aquele danado. Nada eu pude fazer, já que realmente não o alimentava há alguns dias, além de lamentar e acatar a mais um desígnio divino.

Mas mês novo, texto novo. Dessa vez procurarei escrever tudo durante alguma aula de História ou Matemática, prometo que esse erro não se repetirá, estimadíssimo mangatheiro. No entanto, sobre o que Danilo vai escrever afinal, você deve estar se perguntando. Pois bem, o tema desse mês é música. Falaremos sobre obras relacionadas a bandas, músicos, instrumentos e tudo mais referente a forma mais bela de expressão do ser humano. Aguardem, pois acredito que bons frutos vêm dessa Série Temática.

Ah, antes que eu me esqueça, gostaria de fazer um comunicado sobre um assunto seríssimo. Um motim no Mangathering. Pois é, Daisuke resolveu se rebelar contra a casa que o protegeu dos ventos cortantes da sarjeta e estreou oficialmente o seu projeto solo, o Bara no Seidou. Apesar desta atitude lastimável de Daisuke, nós da equipe Mangathering o perdoamos e recomendamos a vocês, assíduos leitores que também apreciam a música japonesa, que deem uma olhada em seu texto de estréia. Obrigado.

Recomendação da semana: Detroit Metal City

Assassinato, isso é assassinato! Lave suas memórias no sangue fresco!

Não, estimadíssimo leitor do Mangathering, isso não é mais um texto do Daisuke sobre filmes de terror. Muito pelo contrário. É sobre um dos animes mais divertidos, leves e descontraídos já criados: Detroit Metal City ou simplesmente DMC.

O anime é uma OVA (versão especial, curta, normalmente lançada em DVD, blu-ray ou outras coisas do tipo) do mangá de Kiminori Wakasugi. Tem apenas 12 episódios de curta duração, 14 minutos por episódio, é extremamente rápido de se assistir e ótimo para se livrar das tensões de um dia (ou até semana) difícil. Consegue ser mais engraçado do que os programas crentes, com seus pastores de intenções e atitudes suspeitas e seus ingênuos pagantes, quero dizer, fiéis. Concorrência acirrada.

Leia o resto deste post