Arquivos do Blog

Série Temática do Mangathering #2 – As obras favoritas [4/4 – Luki – Desventuras em Série]

 


“Please read something else.”

Aviso. Esse é um post fanboy. Mesmo. Não espere uma análise técnica, isso é uma exaltação da obra.

Desventuras em Série é uma obra especial pra mim. Nem eu sei direito porque, vou ver se consigo entender melhor escrevendo isso. Mas tenho a impressão que, 2011 (entre outras coisas, claro) vai ser “o ano que eu li Desventuras em Série”.

Leia o resto deste post

Anúncios

TOP 5 – Séries de Livros

Quem me conhece um pouco sabe que eu adoro séries de livros infanto-juvenis (Tipo Harry Potter, pra usar o exemplo mais well-known possível). Sinceramente, não consigo dizer o porque. Talvez seja porque dê pra me apegar mais, dar tempo de criar uma “ligação”… não sei. Mas eu sempre procuro conhecer séries novas. E aqui, vou apresentar 5 (mentira, tem uma que não tem como cês não conhecerem) séries, as minhas favoritas. Eu gosto de fazer top5s, então..

So… wait for it:

QUINTO LUGAR

Jogos Vorazes

A série que eu li mais recentemente, que tem feito um grande sucesso ultimamente, com um filme pra estrear no final de 3 meses. E sinceramente, Hunger Games (nome original) merece o seu sucesso. A premissa (OK, eu sei que parece Battle Royale, ignorem isso) é bastante interessante.

A narrativa pode estranhar um pouco no começo, mas depois percebemos que ela é ótima pra mostrar a sensação de desespero/tensão/etc da protagonista, apesar de ficar confusa as vezes. Destaco as partes de ação, que são incríveis (os Jogos do primeiro livro são uma das passagens mais incríveis de qualquer livro que li). E a série, que se passa em um mundo horrível, em que a vida é tão horrível quanto, realmente é assim! Não espere muitos momentos felizes, ou problemas sendo superados.. aliás, o universo é tratado de uma forma bem realista (realista em como seria se o mundo fosse assim), NO GERAL. Simpatizei bastante com a maioria dos personagens também.

O principal problema… é o último livro e seu final. Não é que seja ruim, mas… foi decepcionante. Até porque o terceiro livro poderia ter sido o melhor da série, mas tem algumas falhas no final que estragam isso. Porém, mesmo com defeitos, é uma série muito boa, e que vale a pena a leitura. Eu adorei.

QUARTO LUGAR

Artemis Fowl

Artemis Fowl não é uma obra de arte, repleta de profundidade, nem nada disso. Não. Mas é simplesmente umas das séries de livros mais divertidas que existe por aí.

Acho que eu consigo resumir a série em “personagens awesomes sendo awesomes”. Todo mundo lá é incrível de alguma forma ou de outra, e isso permite várias cenas épicas. Personagens conseguindo proezas incríveis, jogos mentais, planos geniais.. A série é “muito maneira”, e pronto. Querem exemplos?

Um personagem derrotando um troll. Um outro conseguindo descobrir a existencia de um povo secreto aos 11 anos de idade só graças a dedução. Uma garota que virou faixa preta aos 13 anos. Uma soldada que tem uma habilidade natural incrivel pra armas. Um ladrão com habilidades absurdas.

O universo criado pelo autor é muito criativo, e a narrativa bem-humorada dele melhora ainda a série. Ela tem algumas falhas narrativas, algumas coisas meio forçadas… mas não é nada que a estrague, pois o importante nela são personagens legais, a reação entre eles, a aventura interessante do livro, e tudo isso contado de uma forma divertida.

TERCEIRO LUGAR

Delegado Espinosa

Na verdade, não tem bem um nome, então pus o nome do protagonista. Então, essa é uma série de livros que trata da história de um delegado, que mora no Rio de Janeiro, mais precisamente no Bairro Peixoto, em Copacabana. Cada livro é um caso isolado, mas a história do personagem vai avançando, os anos vão passando durante os livros. Podem ser lidos sem necessidade de ter lido os anteriores, mas ler na ordem é mais interessante

Quanto aos casos, são todos bem escritos, com motivações interessantes, e resoluções nem sempre tão comuns… se vocês gostam de histórias de mistério, vale a pena.

Mas pra mim, o charme maior dessa série é a vida do protagonista, com sua rotina, suas reflexões sobre sua vida, e situações e probleminhas comuns da vida cotidiana, como uma torradeira que só torra de um lado, ou os livros que vão se empilhando na casa sem uma estante… O Espinosa é um personagem excelente. A parte “slice of life” é tão ou mais interessante quanto os casos.

Outra coisa muito legal é a série se passar no Rio de Janeiro. Os lugares por onde ele anda no livro são lugares onde eu já fui, que eu consigo visualizar perfeitamente.

É muito bom, sinceramente. Foi um dos primeiros livros mais “sérios” que eu li, e eu continuo adorando.

A ordem dos livros, pra quem se interessar, é Silêncio na Chuva – Achados e Perdidos – Vento Sudoeste – Uma Janela em Copacabana – O Perseguido – Espinosa sem Saída – Na Multidão – Céu de Origamis

SEGUNDO LUGAR

Harry Potter

Então, vou falar o que de Harry Potter? Quem não conhece?

A série é awesome, o universo criado, apesar de umas incongruências, é incrívelmente criativo. Os personagens são legais, os livros foram uns dos primeiros que eu li, é uma série que eu não canso de reler.

Vocês já tiraram suas conclusões sobre HP. Eu acho ótimo, e espero que vocês também.

PRIMEIRO LUGAR 

Desventuras em Série

É perfeito. Sinceramente, os livros foram os que mais me marcaram entre todos. O final dessa série é meu livro favorito entre todos. A série é absurdamente genial. Eu não consegui parar de ler após um certo livro

Nenhuma outra série me impressionou tanto, foi tão original, me motivou a escrever mais, nada. A escrita do autor é demais, acho a ideia do autor ser um personagem awesome até hoje, a série não revelar os mistérios que insinua idem, a narrativa totalmente única do Lemony idem.

A série é perfeita. Ponto.

POSIÇÃO ZER0

Cronicas de Nárnia

Então, explicando a posição, são para obras que não se encaixam totalmente nos pré-requisitos do top em questão, mas eu queria falar dela… Vocês vão entender:

Cronicas de Nárnia não é exatamente uma série (a maioria dos livros pode ser lido independentemente, e eles não foram publicados em ordem cronológica), mas são livros que se passam no mesmo universo, e tem personagens recorrentes…

Eu adoro histórias de aventura e fantasia, e Crônicas de Nárnia é uma história de aventura por excelência. Mundo novo descoberto, animais fantásticos, um (ou uns) vilão… E tudo feito com maestria. Os livros são muito bons, há algumas cenas fantásticas na série (Criação de Nárnia, for instance)… Eu li as ultimas 400 páginas no mesmo dia (Eu li um volume único). Eu acho ótimo, e queria muito reler.

Novidades Comentadas/Post Fanboy: NOVA SÉRIE DE LEMONY SNICKET JÁ TEM DATA DE LANÇAMENTO

Desventuras em Série é minha série de livros favorita. Melhor, minha obra favorita, em qualquer categoria. Eu sabia que ia ter uma série nova, mas ainda eram informações muito vagas, nada que tivesse me feito surtar muito ainda.

Até agora.

Estou um pouco atrasado com a notícia, mas recentemente, a Little Brown books anunciou mais informações sobre a série que está por vir. Ela se chamará “All The Wrong Questions” (Todas as perguntas erradas, em tradução livre), e o primeiro livro será chamado “Who Could that Be on this Hour” (Quem poderia ser a essa hora?)

A data de lançamento está anunciada para o dia 23 de outubro desse ano. Ou seja, vai demorar bastante ainda, mas já temos que ficar ansiosos! Serão impressas 1 milhão de cópias, o que mostra a confiança no autor. Merecida!

A série vai contar o passado não revelado de Lemony Snicket, o autor-personagem de Desventuras em Série. Ela contará como o personagem entrou na organização secreta contida no universo da obra, V.F.D. Parece que os títulos de cada livro serão uma pergunta, as “Perguntas erradas” do nome.

Desventuras em Série foi publicado de 1999 à 2006, com 13 livros mais dois spin-offs. Todos os livros, menos Beatrice Letters, foram publicados aqui. A série segue as desventuras de três orfãos, e tem uma narrativa e condução da história incrivelmente criativas. Ela também teve um filme, que eu, pessoalmente, não acho que faz jus a obra, mas é divertido.

Lemony Snicket é um pseudônimo de Daniel Handler, o nome real do escritor da série, e que funciona como um personagem que tem o objetivo de registrar a vida dos orfãos na série. Handler ainda tem alguns livros em seu nome, o mais recente sendo Why We Broke Up, de 2011.

Essa notícia realmente mexeu comigo. Quem me conhece um pouco sabe como eu adoro a série. Uma outra história passada no universo de DeS seria algo incrível. É um fator marcante da série que ela não resolve muito dos mistérios que cria, e eu gosto muito dessa característica da obra. Então, eu espero que não algumas questões continuem sem resposta. Não me incomodo de informarem mais, mas que não fique tudo claro. Esse é o charme da obra.

Você pode ficar informado sobre isso pondo seu email nesse site: http://www.lsatwq.com/

E agora, esperemos. O melhor escritor do mundo está de volta!

Fonte:

http://www.hollywoodreporter.com/heat-vision/new-lemony-snicket-new-book-who-could-that-be-at-this-hour-288147

TOP 5 – Obras em geral

Olá, este que vos fala é o L. Resolvi que para meu primeiro artigo nesse blog, farei um top5 das obras de ficção, de qualquer meio (filmes, livros, séries, animes, mangás…) que mais gosto. Para funcionar como uma apresentação dos meus gostos e do meu espírito fanboy exagerado….

Antes de tudo, esse top NÃO está muito exato. Porque, vocês perguntam? É que uma das obras que de certo entrariam neste top, 20th Century Boys… Eu não lembro de muito dela, pois só a li uma vez, e vai fazer dois anos em março. Logo, eu não sei em que posição por este mangá. Então, ele fica como uma menção honrosa.

Dito isso, vamos ao top! (Isso é uma opinião totalmente baseada em gosto pessoal, aviso)

QUINTO LUGAR(Cartoon)

South Park

Acho que todo mundo conhece alguma coisa de South Park. Quatro garotos boca-suja, sendo que um morre toda hora, vivendo numa cidade onde coisas absurdas acontecem a toda hora. É assim que South Park é conhecido, e é assim que é, até certo ponto. Mas é MUITO mais do que isso.

No começo, a série fazia paródias e referências mais com o objetivo de fazer piada, depois ela começou a ter um ar mais crítico. E por sinal, ela critica absolutamente tudo! Até eles mesmos.

A crítica da série é bem superior àqueles cartoons famosos, como Simpsons e Family Guy (Que por sinal, é sacaneado em um episódio duplo). Mas não é só nesse fator que ela se sustenta. Os personagens são excelentes (dúvido que você não vire fã de ao menos um), e as relações entre eles vão evoluindo (Evoluindo no nível de um cartoon, né, não esperem tanta coisa). Os episódios também são bem trabalhados, não são só piadas jogadas. Como se não fosse o bastante, podem se surpreender, mas a obra tem episódios totalmente diferentes do clima padrão dela. Um dos episódios é totalmente triste, e falo sério quando digo que quase chorei vendo. E muitos episódios são dirigidos, roteirizados, de forma fantástica. De deixar no chão muitas grandes obras mais sérias.

Eu não fiz um texto completo da série, pois isso é só um top5. Ela também não é perfeita, mas esse não é o lugar para mencionar os defeitos. South Park é a melhor das animações adultas que eu vi.

QUARTO LUGAR

One Piece

Todo mundo (do público-alvo desse blog) conhece alguma coisa de One Piece, imagino. Esse anime/mangá que consegue ser uma das obras mais subestimadas e uma das mais superestimadas ao mesmo tempo, por ter um dos fandoms mais exagerados e haters tão ruins quanto.

One Piece é um dos mangás (falarei mangás aqui por ser o que acompanho, mas na maior parte dos casos, o anime se encaixa) que tem a maior capacidade da pessoa se “apegar” a ele. É fácil passar a adorar os personagens e se prender na história. Esse é um grande ponto positivo do mangá.

O mangá tem momentos bem leves e divertidos, com um humor “babaca” que é muito bem feito e me arranca gargalhadas. Ou é porque eu sou idiota mesmo. Eu adoro obras de aventura, e isso One Piece tem, e bastante. A obra também conseguiu me emocionar bastante, e tem um elenco de personagens ótimo. E tem algo que eu prezo muito em uma obra, que é o “clima” dela… e isso é algo que One Piece me agrada profundamente. Claro, também não é perfeito, mas ainda assim, é o melhor da Shonen Jump atual. E é um grande mangá.

TERCEIRO LUGAR

Major

Minha obra favorita do universo “otaku” (Isso não significa a melhor, lembrando), Major é o anime que me fez conhecer mais sobre baseball e passar a ler mangás do tema.

A história da vida do garoto Goro Honda é muito bonita e emocionante em várias partes. É um grande ponto positivo do anime o tratamento dos personagens. Conhecemos eles crianças ou adolescentes, e vemos como a personalidade deles adultos ainda é condizente. E a evolução de idade também é muito bem mostrada pelo traço.

Como um bom anime de esportes, Major tem jogos muito empolgantes, e a dedicação do Goro (Que não é algo muito jogado, afinal, o conhecemos desde criança) chega a ser tocante em alguns momentos. De novo, o clima da série e a relação entre os personagens é muito boa. Muitos dos amigos de infância do Goro perderam grande parte contato com ele, mas é assim que a vida anda. E alguns continuam desde o começo, como sempre será.

Há muitas cenas épicas no anime, que consegue te passar muitas sensações diferentes. É a história da vida de Goro Honda, e ela é muito bem mostrada. Não é um dos melhores animes que existem, de certo, tem alguns momentos clichês, ou mal feitos… mas é uma obra que me marcou muito. Isso basta.

SEGUNDO LUGAR

Skins

Minha série favorita, que fala sobre um grupo de adolescentes da Inglaterra, e vários problemas que eles passam, até o término da vida escolar deles.

Skins é incrível. Sério. A história dos protagonistas é muito bem feita, e o jeito que ela é contada… melhor ainda. Eu adoro esse tipo de obra que trata da relação entre um grupo e seus problemas (Consigo lembrar de GTO, que trata dos problemas da turma 3-4), e isso, somado ao fato que a história é contada com um episódio focado em cada personagem por vez, me fisgou na hora.

Essa série foi uma das obras que mais mexeu comigo. É muito provável que você vá se identificar e torcer para que um dos personagens se dê bem, ou que tudo termine bem. Ela tem um clima muito bom, a sensação de confusão que os personagens tem na cabeça… de que eles não sabem o que fazer. Eu gosto muito disso. A série também é muito bem dirigida. Todo episódio eu ficava impressionado com a beleza e/ou qualidade de uma cena. E a amizade do(s) grupo(s) de protagonistas é uma das mais belas que eu já vi em uma obra.

Minha série favorita, sem dúvidas.

PRIMEIRO LUGAR

Desventuras em Série

A série de livros mais incrível que existe.

Não consigo escrever muito mais sobre DeS, já falei demais sobre. Mas é a obra mais marcante em que eu já pus as mãos. A que tem o melhor final. A que é melhor escrita. A que inova totalmente no jeito de fazer livros infanto-juvenis. Totalmente. E é incrível. Eu tenho a sensação de que estou lendo uma obra prima. Melhor, eu tenho a sensação de que estou lendo fatos reais(sei que é redundante), não uma história. A narração de Lemony Snicket faz isso.

Sobre DeS, eu não tenho palavras. Ou tenho. Mas isso daria um livro inteiro. Ficamos por aqui. Leiam DeS. Juro que não se arrependerão.