Arquivos do Blog

One-Shots de Junji Ito

00

Olá! Hoje eu trago a vocês um post meio atípico. São dez recomendações de one-shots do Junji Ito (Uzumaki, Tomie, Gyo, etc), cinco por mim e as outras cinco pelo Schin, além de uma décima-primeira, pelo Luki. #Partiu?

Leia o resto deste post

#Mangathering1ano TOP 5 – Mangás Shounen

top5

Ok, eu estou plagiando o Daisuke, mas tudo bem…. né? NÉ?!

Então, se nós temos algum leitor fixo (tenho minhas dúvidas), ele deve ter percebido que eu (Luki) tenho estado meio ausente do blog esses dias (ou meses). Foram meses complicados, provas, etc, mas o que importa é que aqui estou, para um novo post. E que hora melhor pra voltar do que a comemoração de um ano do blog?! Eu sinceramente não imaginava que ainda estaríamos aqui, firmes e fortes. Mas bem, estamos.

E bom, eu queria fazer algo ligeiramente diferente para esse post, não só mais uma review… E a solução que eu cheguei foi fazer algo diferente do padrão do blog, mas repetido (?)! O Daisuke, um pouco mais cedo esse ano, fez seu top5 de mangás shonens, e assim sendo, eu decidi fazer o meu. Eu gosto de fazer TOP5s, são fáceis de escrever   pois assim eu ganho a chance de comentar mais de uma obra ao mesmo tempo, e não anulando a possibilidade de uma review futura.

Então, sem mais delongas, vamos ao top! Cliquem em continuar lendo para descobrir meus 5 mangás shonens favoritos (embora seja meio óbvio)

(PS: Em tops, eu não costumo comentar os defeitos da obra, visto que meu objetivo é mostrar porque ela está em minhas favoritas, não analisá-la a fundo)

Leia o resto deste post

Recomendação da Semana: Allumage

Bem,  aqui está.

Essa semana, a recomendação da semana será de um one-shot, porque eu estava com preguiça acho uma boa opção, por ser mais fácil das pessoas lerem, que no caso é o mangá Allumage, criado pelo conhecido Lynn Okamoto (Criador de Elfen Lied e de Gokukoku no Brynhildr).

Leia o resto deste post

#CorrenteDeReviews: [C] – The Money of Soul and Possibility Control

[C] – The Money of Soul and Possibility Control, ou simplesmente [C], é um anime de 2011, dirigido por Kenji Nakamura e exibido no famoso bloco noitaminA, que já exibiu obras bastante renomadas como Honey & Clover e Shiki.

Leia o resto deste post

O futuro do Mangathering e o centésimo post

Olá, queridos leitores!

Depois do post da Alexandra sobre O Operário, pensei que seria bom escrever um pequeno texto sobre os rumos do Mangathering e coisas do tipo. Talvez saia algo aos moldes deste post recente do Elfen Lied Brasil, porém com algumas diferenças. Estou cogitando a ideia de fazer esse tipo de post de vez em quando, para deixar o leitor antenado nos bastidores do blog. Coincidentemente, este é, também, o centésimo post do Mangathering. Leia o resto deste post

Recomendação da Semana: Assassination Classroom

Aquele mangá diferente que todos estavam pedindo na Jump.

Yuusei Matsui é um mangaka que ganhou uma certa fama pelo seu Majin Tantei Nougami Neuro, mangá publicado na Shonen Jump que durou 23 volumes, e por esse mangá ter sido algo fora do “padrão Jump”. Original, um pouco sombria e sem muito daquele clima mais alegre presente em grande parte da linha de mangás da Shonen Jump atual, foi uma série muito elogiada pelos que leram.

E em 2012, o autor voltou a revista, com uma nova obra que promete ser tão boa e criativa quanto seu trabalho anterior. Essa obra é Assassination Classroom.

A história parte de uma premissa no mínimo curiosa e no máximo extremamente absurda: Um ser alienígena, que pode se mover à velocidade de Mach-20 (para efeito de comparação, Mach-1 é a velocidade mínima para um corpo ultrapassar a velocidade do som) semelhante a um polvo apareceu, e anunciou que vai destruir a Terra no prazo de um ano. Como prova de seu poder, ele destruiu grande parte da lua, a deixando eternamente com um formato de lua crescente. Após isso, num acordo com o governo, ele passou a dar aulas para a classe 3-E do colégio Kunugigaoka (A pior classe, a dos rejeitados, dos lixos, etc), tentando ensiná-los a serem assassinos para que assim, ele possam matar o seu professor… e salvar a Terra.

Sim, é estranho, sim, é muito estranho, mas também é muito interessante. Mas claro que haverá alguma explicação do porque desse acordo, que nos parece tão absurdo.

A série só tem 9 capítulos traduzidos enquanto eu escrevo esse post, e o começo ainda não desenvolveu tanto o enredo, mas vem o construindo bem. Vários personagens vem sido apresentados e começando a ser desenvolvidos, enquanto vamos nos acostumando ao clima da série, que é bem divertido. Os capítulos passam bem rápido, é agradável ler.

Sem contar que claro, ela lhe deixa curioso pra saber o que vai acontecer. Foram jogadas algumas pistas de possíveis futuros rumos pra história, que está se mantendo bem interessante.

O “professor” é, também, um ótimo personagem. A começar pelo design, simplíssimo porém bem legal. Mas as atitudes dele, o jeito dele, as interações com os alunos… é tudo bem divertido.

Bem, por enquanto, “divertido” é a palavra certa. Capítulos agradáveis, interessantes, criativos, e um enredo que está prometendo evoluir, Assassination Classroom é a melhor estreia da Jump em muito tempo. E que tem se saído MUITO bem nos rankings de popularidade, pegando uma surpreendente segunda colocação em seu primeiro ranking. Totalmente merecida. (Mentira, merecia terceiro, com Sket em segundo)

Recomendação da Semana: Hatsukoi Limited

A obra-prima da Kawashita.

Um mangá de romance curto, sem enrolações, com personagens carismáticos tanto do lado masculino quanto do feminino, e com um quê de originalidade bem agradável. Parece bom, não?

Leia o resto deste post