Arquivos do Blog

Review: Onani Master Kurosawa

Primeiramente, peço desculpas por não poder ter feito a recomendação de anteontem. Agradeçam ao Lucas por escrever no meu lugar. Mas para compensar isso, trago a vocês uma nova review, afinal, faz tempo que não postamos uma.

Estranho, bizarro, engraçado, diferente, curioso e até mesmo grotesco. Pelo menos uma dessas palavras passou (ou passará) pela cabeça ao ler a sinopse deste mangá.

Onani Master Kurosawa é um mangá que há algum tempo deixou de ser um completo desconhecido do fandom, provavelmente isso se deve à sua história peculiar.

Kurosawa Kakeru é um estudante como qualquer outro, e tem um hobbie. Todo dia após a aula o garoto vai ao banheiro feminino do terceiro andar para… Se masturbar. Se você nunca tinha ouvido falar de Onani Master Kurosawa antes, provavelmente se assustou com isso.

Não, OMK não é uma comédia non-sense que beira o hentai. Se você achou que era, e por isso se interessou, recomendo que procure uma lista de animes para as próximas temporadas. Afinal, o que não faltam atualmente são animes desse tipo.

Impressionante como um mangá com um enredo estranho como esse consegue ser tão profundo. Onani Master Kurosawa é sério, muito mais do que qualquer obra estranha da J.C. Staff (Convenhamos, isso não é tão difícil), e trata de assuntos como bullying e amor. Tais assuntos são tratados com a devida profundidade, extremamente convincentes.

Kitahara Aya sofre maus tratos de outras alunas, extremamente vingativa, a introvertida garota deseja se vingar e acaba por descobrir o segredo do protagonista. Com uma espécie de acordo, Kurosawa ajuda a jovem em sua vingança.

Também existem outros personagens importantes na trama, como Nagaoka e Takigawa, mas acho que não preciso falar tanto. Uma experiência interessante que o mangá nos proporciona é de poder perceber as mudanças de atitudes e pensamentos do protagonista em relação aos outros personagens. Kurosawa é extremamente humano, ele experimenta das mais diversas emoções ao longo dos trinta e um capítulos da série. Uma coisa que eu admiro muito em uma obra fictícia é o fato dela conseguir fazer com que o leitor sinta o mesmo que as personagens. Esta pérola dos quadrinhos nipônicos faz isso como ninguém. Pude sentir toda a tristeza do protagonista.


Eu já falei que Onani Master Kurosawa é um doujinshi? Isso mesmo! É surpreendente que uma obra deste nível não tenha sido feita por “profissionais” e que não tenha sido publicada em alguma revista famosa. OMK também faz referências a obras famosas, como Death Note.

A arte do mangá é excelente! Melhor do que a de muitos mangakás famosos por aí (Né, Kurumada?) e embora a série não tenha tantas páginas sem texto que permitam páginas “épicas”, alguns momentos se destacam. Como a chocante (E sem spoiler) página ao lado.

Uma obra de arte, um tesouro escondido. Isto é Onani Master Kurosawa, um dos melhores mangás já feitos, sem duvidas. Se você ainda não leu, o que está esperando?