#Mangathering1ANO Review: Ted

ted1

Olá, leitores do Mangathering. Sei que não apareço há muito (muito mesmo) tempo, mas foi só um charminho pra sentirem minha falta. Acaba que todo mundo deve ter esquecido de mim. E aí eu resolvi aparecer por aqui novamente, já que estou presa por 9 horas em um avião. E, também aproveitando isso, vou fazer uma review bem sincera sobre o filme que acabei de assistir na modernosa (surpreendente!) tela de entretenimento da companhia aérea: Ted.

Quando assisti aos trailers do filme, não consegui levar a sério… Parecia idiota demais para ter qualidade. A imagem que eu tinha era de um filme politicamente incorreto que apelava constantemente para sexo, drogas, bebida e piadas contra judeus/negros/orientais/latinos. Em outras palavras, um filme babaca que me arrancaria algumas risadas por conta da estupidez (estilo American Pie). Porém, algumas pessoas que viram o filme no cinema me trouxeram críticas incrivelmente boas – coisas como “é de gargalhar do início ao fim” ou “chorei de rir em vários momentos” – e aí eu comecei a cogitar a possibilidade de assistir ao longa.

ted3

Pois bem, cheguei no avião e me deparei com filmes incríveis (such as “Para Roma Com Amor”, do Woody Allen, que quero assistir há muuuuuito tempo) e também com Ted. E fui com tudo, sem pestanejar, no ursinho drogado. E é nesse momento que lhes digo: Ted é o pior filme que eu já vi na minha vida. E olha que eu já vi muito filme ruim.  A sinopse já deixa o espectador desconfiado: um homem de 35 anos que cultiva uma amizade com um urso de pelúcia, a base de maconha e álcool. A partir dessa estupidez, o filme se desenrola da forma mais entediante e clichê possível!  Fiquei esperando por oportunidades para rir; encontrei apenas dois momentos que me fizeram dar um sorrisinho bobo. Não tinha nem mesmo o humor preconceituoso que eu esperava! Simplesmente não foi engraçado.

"A cara da Alexandra ao assistir o filme", por Daisuke.

“A cara da Alexandra ao assistir o filme”, por Daisuke.

As cenas, óbvias e sem animação, se arrastaram por uma hora e quarenta. O pedaço do filme que tinha o claro intuito de emocionar não me provocou nada. E eu só conseguia pensar no quão dopadas estavam as pessoas que criaram uma boa crítica sobre o filme. Ideia péssima, execução pior ainda. Se algum de vocês tiverem nove horas pra gastar em uma cápsula de metal voadora, jamais assistam a este filme. Prefiram o encarte de segurança disponibilizado nas costas da poltrona da frente. Eu fiquei impressionada. E os atores não eram ruins! Na verdade, o elenco me agrada muito. Mas realmente não da pra assistir. Depois dessa vou dormir por umas 7 horas…

Recado dado. Se assistiram a essa droga sem aviso prévio, meus pêsames. Desejo a todo vocês um ótimo Natal, um maravilhoso Ano Novo, e espero estar muito mais presente por aqui nesse ano que se segue. Aproveito também para parabenizar o blog pelo aniversário. Vamos com tudo em 2013, equipe! Boas férias para todos e foi um prazer.

Anúncios

Publicado em dezembro 18, 2012, em reviews e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Ouvi dizer que a atuação do Mark Wahlberg nesse filme foi péssima, confere?

  1. Pingback: Diário de Bordo #1 | Mayonaka Zone

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: